Espelho, espelho meu…

As pessoas que nos cercam são como espelhos da nossa própria alma. Neste sentido, existem duas coisas que você precisa saber…
Primeiro: Sabe aquela pessoa que você não curte muito ou que não gostaria de ver na sua frente nem pintada de ouro? Pois é… esta infeliz está na verdade refletindo algum aspecto de sua personalidade que você está tentando esconder a qualquer custo. É como a porta fechada daquele quarto desarrumado de sua casa. A visita chegou e você evita, sob pena de espancamento, que ela veja o que afinal tem lá dentro do “quarto misterioso”. Em outras palavras… é melhor que ninguém saiba que aquele quarto exista porque a sua moral vai despencar feito uma jaca madura que caiu da árvore se alguém ousar entrar naquele pedaço do inferno.
Segundo: As pessoas que você admira estão revelando traços positivos, características louváveis de sua nobre e doce alma. É a parte limpa e cheirosa da casa que você faz questão de mostrar.
Neste sentido, há aqui um bom trabalho de autoconhecimento que pode ser feito. Então, mãos à obra!
Quando sentir inimizade por alguém, pergunte-se: “Por que raios afinal esta pessoa me incomoda tanto? O que exatamente este desgraçado tem de tão ruim que me tira do sério só de lembrar que ele existe?”
E, então… surpresa! Eis o seu quartinho sujo. As características que você mais odeia no outro são as mesmas características que você tenta a todo custo esconder dos olhos de todo mundo, mas não conseguirá esconder do detetive Chris Allmeida. Estas características estão aí dentro corroendo um pedaço de você.
Mas tenha calma. Você não é tão ruim assim. Vamos ao segundo grupo: As pessoas que você tanto admira. Se o número de pessoas que você admira é superior ao do primeiro grupo, alegre-se. Você tem um pedacinho de cada uma delas. Melhor do que isto: as características que você julga serem louváveis em outrém são possivelmente os traços positivos de caráter ou talentos que você também carrega consigo. Bacana não é mesmo?
Então o exercício de hoje é muito simples. Anote aí no seu caderno:
1) Quais são as pessoas que não suporto? Quais são as características delas que me incomodam tanto?
2) Quais são as pessoas que admiro? Quais são os aspectos positivos que considero louváveis nestes indivíduos?
Isto é autoconhecimento! E conhecer a si mesmo é um ingrediente fundamental para a obtenção de seu sucesso.
Pode acreditar: é isso o que eu desejo para ti.
Sucesso e Felicidade Para Você!


7 respostas para “Espelho, espelho meu…”

  1. Oi, Chris
    Acabei de ler a sua postagem e gostei muito. Desde que vi os seus vídeos baseados no livro "Efeito Sombra" tenho reconhecido, mas principalmente aceitado os meus defeitos ou características negativas, ou seja o lado sombra de meu ser. Tenho dado literalmente a "cara pra bater" no sentido de ser capaz de me puxar as orelhas quando me vejo criticando alguém. Já me disse várias vezes: "Neide, por que vc implica com essa pessoa? É melhor vc cuidar da sua vida!!!" É incrível como quando paramos de projetar aquilo que não gostamos em nós mesmos, conseguimos dar um passo de gigante em direção ao nosso autoconhecimento. É verdade, do mesmo jeito que as características negativas que vemos nos outros são reflexos do que temos em nós, as características positivas também o são. Para que viver insistindo no negativo se podemos enxergar nos outros e por conseguinte em nós mesmos as qualidades?
    Obrigada mais uma vez por tudo
    Um abraço e bom fim de semana!!!

  2. Que coisa engraçada!! eu me lembro que tinha pessoas que eu me irritava só de estar perto, nao queria ficar do lado de jeito nenhum.. quando comecei a me perguntar porque essa resitencia com quem nao tinha tanta intimidade. Quando comecei a abençoar as pessoas que nao gostava muito, e colocando na minha mente que elas tbm sao filhas de Deus e que tem um papel importante nessa vida. Assim comecei a diminuir a energia negativa que sentia pela pessoa, fazendo o ambiente ficar mais harmonioso.. Mas estou aprendendo a trabalhar esse lado da antipatia. e enchergando nas pessoas uma oportunidade de aprendizado. Tolerancia, paciencia, respeito.

  3. Olá Chris!!
    Muito, muito boa tua postagem, gostei muito do detetive Chris Allmeida, (risos)
    Quero aproveitar para deixar um relato meu. Pego ônibus quase que diáriamente e uma senhora que descia uma parada antes da minha me incomodava muito. Eu não a conhecia e nunca havia falado com ela. Resolvi então aplicar o que eu havia aprendido num livro, que era fazer a INTROJEÇÃO em vez da PROJEÇÃO. Então quando ela desceu do ônibus eu falei para mim mesma: "Edi, vc é igual a ela". Milagrosamente apareceu o motivo do incômodo. Uns 15 anos atrás eu usava o cabelo bem curtinho e a cada manhã eu precisava lava-lo porque ele ficava levantado atrás, o que me irritava muito. Bom aquela senhora pegava no sono no ônibus e ao levantar do banco dela o cabelo dela ficava levantado e isso me irritava, hehehe. Acreditem ou não, nunca mais senti nada de negativo em relação a essa pessoa. Com essa história eu só queria reforçar que é verdadeiro que o Chris fala de que nós nos enxergamos em comportamentos e situações dos outros.
    Chris, muito obrigada pelo teu carinho conosco. Um grande beijooo

  4. Muito bom!!!
    Detetive Chris Allmeida!!
    Você sabe decifrar nosso "eu", e o melhor, além de detectar o lado obscuro de nosso ser, você nos mostra como fazer para que nos tornemos pessoas melhores. E se estamos dispostos a mudar e sermos melhor, devemos rever nossos conceitos e fazer exatamente o que você nos ensina.
    Muito obrigada por tudo!!
    Sim, que eu me lembre as pessoas que me fazem bem é muito maior do que as que me deixa menos bem, da até pra contar nos dedos de uma mão.
    Um forte abraço;
    Um FELIZ NATAL e;
    UM SUPER ANO NOVO REPLETO DE MUITAS REALIZAÇÕES!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *